Jackson Wray, Saracens RFC

Kent County Cricket ClubNaomi Riches, atleta Paraolímpica

O jogador de Rugby do Saracens, Jackson Wray, tem ajudado a Thomas International a adaptar relatórios de assessments psicométricos aos atletas e tem também utilizado essas mesmas ferramentas para melhorar o seu próprio desempenho.

A oportunidade

Os treinadores confiam muitas vezes no seu instinto para escolherem os elementos que constituem uma equipa vencedora, mas alguns clubes pretendem de abordar esta questão de forma mais científica.

Jackson Wray tem vindo a jogar pelos Saracens desde 2006, sendo que passou a utilizar a psicometria em 2013 após um psicólogo dos Saracens o ter apresentado ao Diretor-Geral da Thomas International Sport.

Na altura, a Thomas estava ainda no processo de vir a tornar-se uma ferramenta premium, no universo dos atletas.  Jackson Wray encontrou-se com o consultor Thomas para juntos discutirem como poderiam vir a desenvolver uma ferramenta orientada ao desporto, usando a estrutura preexistente. Para Jackson Wray, que detém formação em psicologia, esta seria a parceria ideal.

"Tinha terminado a licenciatura em psicologia e estava à procura de aprofundar os meus conhecimentos fora do campo. Foi-me oferecida a oportunidade de fazer um estágio na Thomas."

Os resultados

Foi apenas uma questão de tempo até toda a equipa se envolver. Cerca de 50 jogadores já completaram o Thomas PPA (comportamental) e TEIQue (inteligência emocional) como solicitado pelo Coach, Dave Jones. Alguns dos treinadores do clube foram formados pela Thomas para fornecerem feedback aos jogadores.

Qualquer coisa que permita conhecer-se a si próprio melhor, conhecer o seu treinador melhor, ou para o treinador compreender melhor o jogador, é algo que, deve ser feito.

Jackson Wray

O estágio de Jackson Wray também o tem preparado para o mundo fora do desporto – por mais distante no futuro que isso esteja.

"Tenho estado na Thomas International ao longo do último ano e tem sido um processo gradual, onde estou a aprender e depois a tentar implementar."

A nível pessoal, tem sido capaz de aprimorar as suas competências comunicacionais, algo que o tem ajudado em casa bem como no campo. “O meu perfil diz que não sou assim tão bom a perceber a forma como o outro se sente e por isso tenho tentado estar mais consciente. A forma como interagimos com os nossos treinadores é crucial no desporto. Isso foi algo ótimo de aprender, como lidar com a informação que recebemos e como reagimos.”

“Trata-se da ferramenta perfeita para atletas e treinadores em qualquer desporto para melhorar a compreensão entre ambos, para que a sua relação cresça forte e que, como resultado, o seu desempenho aumente. Por vezes, surgem problemas nas equipas que não são identificados suficientemente depressa, algumas áreas em que as coisas não estão a funcionar bem e as pessoas não têm a certeza do porquê. A interação entre jogadores e treinadores pode ser melhorada com estas ferramentas e o facto de serem especificamente desenhadas para isto é ainda melhor.”