England Wheelchair Rugby League

USA 7's RugbyDerek Redmond, ex-campeão Mundial

A equipa da National wheelchair rugby league em Cadeira de Rodas representa a Inglaterra nos torneios internacionais e em jogos amigáveis. A equipa é constituída por elementos que jogam em quinze equipas. Na preparação para o Campeonato Europeu de 2015, a equipa técnica trabalhou com a Thomas Internacional para responderem aos desafios que surgiram com a transição no tipo de treino e equipa técnica

O Desafio

A equipa não vencia a França desde 2011 e apesar de o resultado já estar fechado, houve momentos no jogo em que a equipa se desconcentrava. O objetivo principal da equipa para a temporada de 2015 consistia em superar isto mesmo e derrotar a França. O Treinador Principal Mark Roughsedge explica:

Nesta liga onde as margens são tão diminutas, estamos sempre a tentar obter uma vantagem extra sobre a nossa oposição
 

Mark já trabalhava com o plantel de doze homens e cinco da equipa técnica há dois anos e estava a enfrentar um período de mudança, à medida que implementava um novo regime para renovar o anterior regime de longa data que havia perdido a sua eficácia. Enquanto equipa amadora, constituída por uma comunidade de jogadores que treinavam uma vez por mês, havia uma oportunidade limitada para construir relacionamentos na equipa, e gerir o processo de mudança com um tempo de interação de equipa tão curto estava a tornar-se um desafio.

A solução 

Com um tempo mínimo de interação enquanto equipa, Mark Roughsedge estava à procura de uma ferramenta que o ajudasse a ter uma análise mais detalhada de cada jogador. "O plantel é constituído por jogadores de diferentes backgrounds com personalidades e estilos comportamentais diferentes. Quero aprofundar a minha compreensão acerca daquilo que motiva cada um deles e quais os seus estilos comportamentais preferidos de modo a melhor gerir o grupo e contruir moral de equipa."

Mark Roughsedge cruzou-se pela primeira vez com a Thomas International Sport através de um evento organizado em parceria com a Kent Cricket. "Participei na Thomas’ Winning Mindsets masterclass na Kent Cricket e vi uma oportunidade. Contactei a Thomas para saber como poderíamos trabalhar em conjunto para conseguirmos mais do meu plantel. Decidimos usar o Thomas PPA (comportamental) para ajudar a ter um novo insight sobre os meus jogadores."

Todos os membros do plantel e da equipa técnica completaram o Thomas PPA e receberam feedback acerca dos seus resultados."A Thomas veio ao campo de treino da equipa, deu feedback aos jogadores e ajudou-os a desenvolver uma linguagem comum para falarem sobre os seus comportamentos e o impacto que estes tinham na sua forma de jogar. Enquanto grupo de treino, usámos os resultados do assessment para desenvolver novas formas de gerir os indivíduos dentro do grupo de modo a maximizar o tempo passado juntos enquanto equipa."

O resultado

"O impacto que o processo Thomas teve na equipa foi enorme, houve uma mudança clara na atmosfera dentro do grupo e a linguagem comum providenciada pelo PPA permitiu à equipa sentir-se mais unida. Um jogador em particular, usou os resultados do seu PPA para modificar o seu comportamento face os membros da equipa, de modo a reduzir as suas tendências dominantes e trabalhar de forma mais harmoniosa dentro do plantel. Também nos ajudou a nós enquanto treinadores, uma vez que compreendemos que precisamos de lhe dar mais responsabilidade para tomar as suas próprias decisões de forma autónoma."

Nos Campeonatos Europeus, a equipa venceu a França pela primeira vez desde 2011, vencendo dois dos três jogos contra a equipa da Francesa, o primeiro com um impressionante resultado final de 56-26. Eles tornaram-se Campeões da European Wheelchair Rugby League.

Jodie Boyd-Ward fez parte do plantel vencedor do campeonato. Ela explica;

Durante a preparação para o Campeonato Europeu, notei uma mudança na dinâmica e abordagem do grupo. Desde o trabalho com a Thomas International Sport, os treinadores fizeram algumas mudanças subtis na forma como o grupo trabalhava e este foi um fator importante na nossa vitória contra a França pela primeira vez desde 2011 e para trazer o trofeu para casa

Mark Roughsedge acrescentou, "a ferramenta Thomas PPA foi perfeita para o nosso grupo e indubitavelmente desempenhou um papel principal em ajudar-nos a vencer a equipa da França e a tornarmo-nos Campeões Europeus. Procuramos continuar a trilhar o caminho para o alcançar de sucessos futuros, tendo por base os alicerces criados pelo processo Thomas."

Lydia Boucher

Lydia Boucher

Lydia joined the marketing team in 2013 after graduating with a degree in English Literature. She specialises in campaigns and internal communications and loves being able to fulfil her passion for writing in her day job. Outside of work, Lydia enjoys spending her summers at music festivals across Europe.