Siemens

Opus EnergyBuckinghamshire Business First

São líderes mundiais ao nível de serviços de engenharia e tecnologia, utilizam os Assessments Thomas, incluindo o PPA e 360, para o desenvolvimento das competências da sua equipa de gestão e recrutamento de novos talentos.

O desafio

A Siemens têm consciência dos benefícios de utilizar os Assessments Thomas ao recrutar novos talentos. O Thomas PPA tem ajudado a reduzir a incerteza na seleção de candidatos; ajuda a equipa de Recursos Humanos a escolher os melhores candidatos. Mas, recentemente, houve uma alteração na estratégia da empresa o que levou à centralização dos Serviços de Recursos Humanos.

Julie Pegg, Business Partner dos Recursos Humanos, explica, “Era necessário assegurar que os managers tinham o suporte necessário para lidar com as mudanças de forma mais eficaz.”

A solução

A Siemens decidiu lançar um programa de liderança para desenvolver os seus managers com as competências e a experiência para assegurar que conseguiam o melhor da sua equipa direta.  

A equipa de Recursos Humanos organizou um workshop para todos os 70 managers para os envolver numa nova forma de trabalho. “No dia do lançamento destacámos a estratégia da empresa e, como parte dessa estratégia, o foco centrou-se nas pessoas e nas suas necessidades.” 

Siemens decidiu comunicar o projeto conjunto com a Thomas International durante o evento e a equipa da Thomas esteve presente. “Isto ajudou a reforçar os benefícios, bem como, a construir a confiança e compreensão de como poderia ajudar no desempenho das suas funções.”  

De forma complementar, a Siemens facultou a todos os envolvidos no programa, o seu relatório Thomas PPA. “Ao facultar tanta informação sobre cada pessoa, ajudou a aumentar a confiança, o que foi fundamental para fazer mudanças ao nível da liderança.” 

Nesta senda, foi também considerado importante adicionar valor com uma outra metodologia Thomas 360 – oportunidade importante para reforçar a mensagem da Organização, pelo que as questões da avaliação 360 foram desenhadas tendo por base as competências de liderança da Siemens.

“Depois do preenchimento dos questionários, o sucesso continuou quando a equipa da Thomas regressou para fornecer o feedback individual a cada manager.” explica  Julie Pegg.

Cada elemento recebeu o seu relatório completo, mas o feedback individual com o consultor foi precioso para que cada manager tivesse a oportunidade de desenhar um plano para o seu desenvolvimento. 

Julie Pegg, Siemens

Posteriormente, a Siemens analisou a informação obtida por cada departamento. A informação por departamento ajudou a que cada manager identificasse as necessidades de desenvolvimento adicionais.

As questões da avaliação 360 foram desenhadas tendo por base as competências de liderança da Siemens.

Julie Pegg, Siemens

Os resultados

“Ao fazer os dois assessments ajudou, de forma notável, a reduzir a ansiedade de muitos dos managers e a que compreendessem que estavam todos envolvidos.” explica Julie Pegg.

Ao analisar os resultados, a equipa de gestão foi capaz de concluir que todas as equipas estavam envolvidas e comprometidas com os valores da Siemens. Foi ainda importante verificar que 'Conduzir para a Excelência' era a competência com melhor resultado. 

A Siemens estava ansiosa pela distinção da European Foundation for Quality Management (EFQM) e com o apoio da informação obtida através dos assessments Thomas foi possível atingir a excelência.

Julie Pegg, Siemens

Internamente as mudanças foram muito importantes confirma a Julie Pegg , “Estamos a olhar já para os próximos cinco anos e a informação obtida através dos Assessments Thomas permitem ajudar a construir a nossa visão para 2020.”