Proco Global

Virgin TrainsEdinburgh Fringe Festival Society

Uma empresa de Executive Search que utiliza os assessments Thomas para reduzir o atrito entre os colaboradores; a Proco Global tem como visão serem líderes no recrutamento para as cadeias de abastecimento a nível mundial.

A Proco Global tem estado a trabalhar com a Thomas International ao longo dos últimos três anos, para assegurar o recrutamento de candidatos internos de elevada qualidade, bem como, baixar a rotatividade da equipa. A Proco Global tem escritórios em  Hong Kong, Nova Iorque, Vancouver, São Paulo, Singapura, México, Frankfurt, Brighton e Londres. 

O desafio

Donna Carolan, Diretora do Departamento de Aquisição de Talentos na Proco Global comentou: “O nosso negócio  tem vindo crescer de forma gradual e para conseguirmos ter sucesso, temos de ter a certeza que conseguimos atrair talentos.”

“Procuramos não só recrutar jovens com a experiência ajustada à função, mas os que estejam mais alinhados com a nossa visão e valores. De forma complementar, temos de recrutar e contratar com exatidão, para não termos necessidade de investir dinheiro e tempo com um novo recrutamento.” 

A solução

A Proco Global utiliza o Thomas TEIQue (inteligência emocional).

O TEIQue (Trait Emotional Intelligence Questionnaire) dirá quão bem as pessoas compreendem e gerem as suas emoções, quão bem interpretam e lidam com as emoções dos outros e como utilizam esses conhecimentos para gerirem as relações.

Donna Carolan comentou: “Temos trabalhado com a Thomas International ao longo dos últimos três anos.” 

 

 

O TEIQue ajuda a compreender como o candidato se irá enquadrar na equipa. 

Donna Carolan, Proco Global

“Na Proco Global estamos focados em criar uma cultura única e os resultados do TEIQue ajudam a colocar questões aos candidatos que permitem ajudar a compreendermos a sua compatibilidade com a nossa cultura, equipa e valores, bem como, identificar pontos fortes e possíveis limitações.” 

Os resultados 

Desde que começaram a utilizar o TEIQue em Maio de 2013, o atrito entre colaboradores diminui 11%.
 

Donna Carolan explicou que o “TEIQue permitiu personalizar as entrevistas de seleção e identificar com maior precisão a sua motivação, ajudando na tomada de decisão e consequentemente a reduzir os custos associados ao recrutamento.”