Opus Energy

Jumar SolutionsSiemens

"Um ano após estarmos a utilizar os assessments no Departamento de Operações, a rotatividade decresceu 12%. De facto, desde que o processo de recrutamento foi revisto, as diferenças foram notórias."

A Opus Energia é líder no fornecimento independente de energia para o Reino Unido e começou a trabalhar com a Thomas em 2012 de forma a responder aos desafios que estava a sentir ao nível do recrutamento e desenvolvimento.

O desafio

Em 2011, a Opus Energia crescia rapidamente e necessitava de uma estratégia para gerir o seu crescimento.

Como Annamarie Petsis Jones, HR Director na Opus Energy explica, “O nosso desafio estava no recrutamento que não tinha um processo definido, e com um número muito elevado de candidatos a recrutar. Para além deste facto, os recém-integrados saiam durante o período de experiência, o que sugeria que não estávamos a atrair e selecionar os candidatos certos. Ao recorrer aos Assessments Thomas poderíamos garantir o sucesso, mas necessitávamos do apoio da nossa equipa de recrutamento.”

A solução

Sem experiência prévia em Assessments, a equipa de recrutamento suspeitava dos benefícios e tinham receio que a sua autonomia fosse posta em causa.

“Para ultrapassar a relutância, decidimos fazer um estudo piloto com a equipa de Operações, recorrendo ao Thomas GIA (aptidões cognitivas) e Thomas PPA (comportamental), explica Começamos internamente, recolhendo os resultados do Thomas GIA e do Thomas PPA para identificar através de benchmark, os perfis similares a recrutar.”

Todos os candidatos responderam ao Thomas PPA e Thomas GIA demonstrando como os resultados das avaliações poderiam reduzir de forma drástica o tempo despendido no recrutamento e formação de novos elementos.

“Decidimos alargar o recurso dos Assesments através do Thomas 360 de forma a rever o feedback interno sobre o desenvolvimento dos colaboradores.”

Annamarie Petsis Jones explica “o feedback é facultado por um consultor da Thomas e permite aos managers e colaboradores terem uma conversa sincera sobre os próximos passos. Como resultado, o Thomas TEIQue (inteligência emocional) é também frequentemente utilizado como instrumento que permite ajudar a identificar as necessidades de desenvolvimento." 

Atualmente a inteligência emocional é uma competência core e de elevado valor no desempenho dos colaboradores.

Annamaire Petsis Jones, Opus Energy

 Os resultados

Ao assessments passaram de um elemento de desconfiança e ceticismo, para se tornarem amplamente enraizados nos processos de recrutamento, retenção e desenvolvimento.  

Um ano após estarmos a utilizar os assessments no Departamento de Operações, a rotatividade decresceu 12%. De facto, desde que o processo de recrutamento foi revisto, as diferenças foram notórias.

Annamarie Petsis Jones, Opus Energy

“Ao assessments passaram de um elemento de desconfiança e ceticismo, para se tornarem amplamente enraizados nos processos de recrutamento, retenção e desenvolvimento.

De facto, temos tanta confiança nos assessments que atualmente o desafio está em refrear a utilização!”

Emily Atkinson

Emily Atkinson

Emily joined the marketing team in 2013 after a period working as an event manager in the wedding industry. She enjoys the variety that comes with working at Thomas, particularly specialising in international marketing. Emily studied German for many years and has recently started learning Spanish.