Competências de trabalho em equipa

Gestão de talentosRetenção

De quantas formas consegue dizer `esta equipa não está a trabalhar bem em conjunto´? Disfuncional? Dividida? Inibida? Não importa como o diga, uma equipa que esteja a demonstrar comportamentos prejudiciais precisa de aprender algumas competências que permitam trabalhar em equipa.

Frequentemente, o cerne da questão com equipas disfuncionais prende-se com o facto de existirem questões que envolvem diferentes interpretações entre funções, responsabilidades, capacidades e conflitos entre indivíduos. A falta de clareza é muitas vezes a causa. Isto gera desconfiança, que conduz à anulação de uma concretização de objetivos bem-sucedidos em qualquer equipa.

A melhor forma de por uma equipa no caminho certo é quando recentemente formada. Contudo, são várias as equipas que já estão juntas há algum tempo e não são funcionais.

Quer a sua equipa seja recente ou já esteja a trabalhar em grupo há algum tempo, será necessário regressar aos princípios básicos para desenvolver uma relação sólida.

Compreender a dinâmica da equipa

Se perguntar a alguém sobre a sua equipa, frequentemente ser-lhe-ão apresentados variadíssimos factos e números acerca das habilitações académicas e experiências profissionais dos membros da equipa. Existe frequentemente um pressuposto de que pessoas que sejam excelentes tecnicamente, devem naturalmente ser boas a trabalhar em conjunto. Esta suposição demonstra-se incorreta inúmeras vezes.

Claro que não há dúvidas quanto à importância de ter uma equipa com as hard skills e conhecimentos exigidos para fazer a função, mas e o comportamento? Este é um elemento crítico que é muitas vezes a peça que falta.

Dar às suas equipas as ferramentas que lhes permitam adquirir um entendimento mais profundo acerca de como se devem comportar, quais os seus pontos fortes, limitações e os seus motivadores, irá ajudar a criar um ambiente de compreensão que irá estimular competências eficazes de trabalho em equipa que satisfaçam as preferências de todos os membros da equipa.

Revelar as preferências comportamentais e emocionais dos indivíduos irá capacitar as equipas a chegarem às suas próprias conclusões acerca de como melhor comunicar, como motivar os colaboradores e ultimamente como desenvolver competências de trabalho em equipa que terão uma maior influência no desempenho.

Identificar as possíveis limitações

O que acontece se houver uma limitação na sua equipa? Como garantir que recruta alguém que irá enquadrar-se na dinâmica da equipa atual? Benchmarking comportamental pode ajudar tanto a identificar essas limitações como a recrutar alguém que as preencha.

Observe os comportamentos da sua equipa atual – prepare um modelo da cultura ideal, papéis e estilo de liderança necessários para a equipa, de modo a que esta realize os seus objetivos.

Este modelo irá permitir comparar a sua equipa ideal com a sua equipa existente, compreender se um elemento recentemente recrutado irá adaptar-se à cultura da equipa e detalhar a constituição da equipa e o papel de cada individuo dentro desta.

Uma análise objetiva da sua equipa atual e ideal é algo fundamental na minimização do risco de vir a desenvolver uma equipa sem as competências de trabalho em equipa necessárias para ser bem-sucedida.

O feedback é uma forma de recompensa!

Todos precisamos de pessoas que nos deem feedback. É assim que melhoramos.

Bill Gates

Isto é verdade para equipas bem como para indivíduos.

O feedback de 360 é essencial para ajudar as equipas a reconhecerem a forma como o seu comportamento é percebido. Está a equipa a trabalhar de uma forma dinâmica? Ou está a ter um impacto negativo?

Manter o trabalho em equipa

Uma vez que tenha estabelecido as fundações – mantenha-as! Um comprometimento para fazer melhorias e mudanças individuais e na equipa, que melhorem o desempenho e capitalizem as forças, irá garantir que a sua equipa esteja a trabalhar conjuntamente e seja tão eficientemente e eficazmente quanto possível.

Porque não implementar cursos de formação para a sua equipa? Isto irá não só ajudar a melhorar as soft skills, mas também providenciará uma oportunidade fantástica para construir a equipa e as relações.  Ao mostrar o seu apoio no desenvolvimento da equipa, irá garantir que os colaboradores sintam uma crescente confiança e reconhecimento dentro da organização. Quando os membros da equipa são capazes de confiar uns nos outros e trabalhar coletivamente, a motivação aumenta e os objetivos são mais rapidamente atingidos.

Quando os elementos da equipa trabalham bem em conjunto, existem poucas coisas que não consigam alcançar. Certifique-se que está a fazer uma análise abrangente quando se trata da equipa e aumente as suas hipóteses de vir a desenvolver uma equipa de elevado rendimento.