Liderança

EngagementComunicação

As pessoas deixam gestores, não as empresas. Uma forte liderança irá orientar a empresa para os objetivos. Mas como garantir que tem a equipa de liderança apropriada para desenvolver os seus colaboradores e assegurar resultados?

Os líderes são responsáveis por guiar a empresa, ao mesmo tempo que guiam o desempenho dos colaboradores. A Thomas pode auxiliar os seus líderes a compreenderem-se melhor e a aplicar o conhecimento à medida que dirigem a empresa para o sucesso.  Fazer o perfil de uma equipa de liderança pode ajudar a entender como podem obter o máximo de si próprios e  dos outros, bem como identificar lacunas e determinar os requisitos de compatibilidade ao recrutar novos membros para a equipa.

Liderança versus gestão


Há 20 anos, as definições de `gestor´ e `líder´ eram mais concretas: os gestores eram as pessoas que diziam o que fazer e como o fazer; enquanto os líderes eram pessoas de fato que tomavam todas as decisões e determinavam a estratégia corporativa e com quem não teríamos normalmente contacto. As diferenças entre liderança e gestão eram bem mais fáceis de localizar.

Conforme avançamos para uma era diferente, a linha entre gestão e liderança torna-se cada vez menos nítida. Contudo, as tarefas que nos permitem saber onde estamos a despender o nosso tempo são mais claras – existem diferenças acentuadas entre atividades de gestão e atividades de liderança.

Não precisamos de ter o título de líder para se ser visto como um grande líder, mas tipicamente precisa do titulo de gestor para ser visto como um. Aqui, a diferença crítica encontra-se nas competências da equipa – liderança vai para além da entrega de projetos bem-sucedidos ou concretização de objetivos estratégicos; esta consiste em envolver os colaboradores em direção à concretização de uma visão, quer essa visão seja sua ou da empresa. Então como pode desenvolver competências de liderança entre os seus colaboradores?

Líderes emocionalmente inteligentes

A diferença entre um líder aceitável e um líder excecional encontra-se muitas vezes na inteligência emocional. Líderes emocionalmente inteligentes são autoconscientes, excelentes comunicadores e conseguem adaptar o seu comportamento a uma variedade de situações. Conseguem lidar eficazmente com o stress, moral reduzida, conflito e mudança. O conhecimento do níveis de inteligência emocional permite criar um ambiente de compreensão, aumenta a autoconsciência e pode ser um elemento importante quer para o recrutamento, quer para o desenvolvimento. 

Uma máquina bem oleada

De modo a fazer avançar o seu negócio, a sua equipa de liderança terá de colaborar entre si de forma eficaz. O primeiro passo é duplo: compreenderem-se a si próprios e compreenderem-se uns aos outros. Fornecer o insight aos seus líderes acerca de como eles e os seus membros de equipa se comportam, comunicam, as suas forças e limitações e motivadores, dá-lhes as ferramentas para que trabalhem juntos para o sucesso.

Aferir os comportamentos e níveis de inteligência emocional na sua equipa de liderança também lhe permite identificar o que lhe pode estar a faltar e a preencher essas lacunas através de decisões de recrutamento informadas.

Como desenvolver competências de liderança

Agora que já identificou os seus líderes e as áreas que precisam de ser desenvolvidas, como deverá proceder para ter líderes excecionais? Contacte-nos para saber mais.