Engagement

Benchmarking e análise de dadosLiderança

O envolvimento dos colaboradores é um tema recorrente no mundo dos negócios. Quando as pessoas se desenvolvem, o mesmo acontece com as organizações onde trabalham. Por outro lado, colaboradores desmotivados podem levar a um processo inverso. Quando as pessoas têm falta de motivação, é pouco provável que se excedam, serão menos produtivas e têm mais propensão para sair da empresa – aumentando o desgaste geral e custos associados.

Apenas um terço dos empregados do Reino Unido dizem estar ativamente empenhados no seu emprego – são 20 milhões de trabalhadores que não estão a ter um desempenho na sua capacidade total. A produtividade do Reino Unido é 20% mais baixa quando comparada com os restantes países do G7.

Envolvimento para Sucesso


Investir tempo e esforço na motivação dos colaboradores é essencial em qualquer organização e investigação sobre o tema providencia estratégias claras que ajudam a obter o melhor dos colaboradores.

O que motiva os colaboradores?


A resposta, aparentemente desnecessária a esta pergunta, é `depende´.

A Teoria dos Dois Fatores de Herzberg diz que existem dois conjuntos de fatores que causam insatisfação (Fatores de higiene) e satisfação laboral (Fatores motivacionais).  Fatores de higiene causam insatisfação e podem estar relacionados com aspetos como: politica, condições de trabalho, salário, status e segurança. Apenas quando estas condições são preenchidas, podem os colaboradores ser efetivamente motivados.

O ponto mais importante a reter nesta teoria é providenciar aos colaboradores uma remuneração adequada de modo a que o dinheiro não seja uma preocupação. Este fator é, de resto, suportado por outros estudos que demonstram que o dinheiro é um fraco motivador para tarefas que exijam competências cognitivas. Pague aos seus colaboradores de forma justa e terá a oportunidade de os motivar. Pague-lhes de forma excessiva e haverá um impacto reduzido na sua motivação e produtividade.

Tendo contabilizado estes aspetos essências, pode começar a procurar formas de motivar colaboradores através de fatores motivacionais, tais como realização, reconhecimento, responsabilidade, promoção e desenvolvimento pessoal. Esta ideia foi ainda resumida de modo a fornecer três elementos fundamentais da motivação: autonomia, excelência e propósito.

Como motivar colaboradores – a sua estratégia de envolvimento dos colaboradores


Autonomia

As pessoas têm um melhor desempenho quando lhes é dado o controlo do seu trabalho. Tal inclui a liberdade para gerirem o seu próprio tempo e decisão de onde, quando e como fazer o seu trabalho. Independentemente da função ou nível de competência do colaborador, existem geralmente oportunidades para aumentar os níveis de autonomia. Em algumas funções, pode ser mais prático simplesmente entregar o controlo sobre como desempenhar o trabalho e focar-se em como medir o output. Onde tal não seja possível, simples mudanças, como permitir que a equipa organize e decore o local de trabalho, ou ter alguma flexibilidade relativamente a horários de trabalho, representam um passo na direção certa.

Excelência

Excelência é o desejo em sermos melhores no nosso trabalho como forma de fomentar o nosso crescimento.  As pessoas precisam de aperfeiçoar competências existentes e aprender novas aptidões através do seu trabalho. Tal não significa necessariamente pagar infindáveis cursos de formação para toda a a equipa. Trata-se de discutir ambições de carreira profissional e interesses com cada colaborador e conciliá-los com as necessidades do negócio. O apoio por parte de um colega mais experiente, ou algum tempo num departamento diferente a aprender uma nova competência podem ser suficientes para que os indivíduos sintam que estão a progredir.

Propósito

Compreender o porquê daquilo que estamos a fazer ajuda-nos a seguir na direção dos nossos objetivos. Propósito consiste no sentimento de estarmos a contribuir para algo significativo para além de nós. Numa organização, tal significa partilhar a sua visão (ao invés de meramente atingir os objetivos comerciais) e articular o impacto que tenciona que o seu negócio tenha no mundo.

A motivação é vital para promover o envolvimento dos empregados, compromisso, satisfação e desempenho. Sem motivação, existe o risco de baixo envolvimento e absentismo, bem como problemas de retenção. É importante identificar os colaboradores que estejam pouco envolvidos e desmotivados para que as eventuais causas possam ser abordadas. Cada colaborador deve ser tratado como único e é imprescindível que os gestores compreendam os diferentes motivadores de cada um dos elementos da equipa. Por exemplo, aqueles que são motivados por fatores extrínsecos irão necessitar de deadlines e incentivos de modo a terem um bom desempenho, enquanto que os colaboradores que são impulsionados por uma motivação intrínseca terão os seus próprios drivers internos que vão ajudar no seu desempenho profissional.

Saber como motivar colaboradores no local de trabalho consiste essencialmente em tratar as pessoas como um elemento único. É importante reconhecer o desejo inato de cada pessoa em contribuir, desenvolver e construir estruturas de negócio que o tornem possível. A Thomas pode fornecer-lhe as ferramentas necessárias para compreender como motivar os colaboradores da sua organização e guiar na implementação da sua nova estratégia de forma a envolver os colaboradores.