Mudança de carreira

Dicas para desenvolver a personalidadeModelo para plano de desenvolvimento pessoal

Considerar uma nova carreira pode ser um projeto preocupante. Independentemente de quantos anos de experiência você tenha, pode parecer que está só começando. Ou talvez, mesmo trabalhando na sua área desde que se formou, você se sente desmotivado ou desiludido.

Começar de novo depois de ter se formado é difícil, assim como garantir um emprego e depois ascender na carreira. Além disso, é possível que tenha mais compromissos do que antes de iniciar: contas, família etc. Decidir tentar novamente pode fazer com que sinta que todo o trabalho foi em vão e você precisa começar tudo do zero.

Não se preocupe. Sem dúvida, você desenvolveu habilidades ao longo dos anos que pode ainda aproveitar e a experiência ensinou muito sobre o que gosta e não gosta em um cargo.
 

Você sabe mais sobre si mesmo e está muito mais preparado para tomar decisões sobre a carreira. Ainda que não tenha consciência disso, hoje você está bem diferente da pessoa que era no ambiente de trabalho.

Pense com cuidado por que acha que uma mudança na carreira é necessária e determine exatamente as razões pelas quais quer mudar. O trabalho não satisfaz mais? Deseja ganhar mais? O trabalho está tomando tempo demais da sua vida? Sente-se desestimulado? Não gosta dos companheiros de trabalho? Anote todos os motivos para sair. Considere que parte do trabalho gosta de fazer, se houver alguma. Talvez exista uma ou duas tarefas que gosta ou talvez a melhor parte é conversar tomando um café com os colegas. Pense, também, nas partes do trabalho que considera insuportável. Podem ser tarefas específicas ou talvez o fato de que todos trabalham até muito tarde. Faça anotações sobre tudo isso.

Tente mapear todas as habilidades que desenvolveu ao longo dos anos. Muitas delas, tal como a comunicação ou negociação, são relevantes para muitos outros cargos. Identifique quais competências são seus pontos mais fortes. Saber o que pode oferecer para uma empresa irá aumentar a sua autoconfiança, além de lhe dar uma visão clara sobre as suas preferências e prover um modelo a partir do qual pode começar a pensar para a próxima função.

Após compreender o que está buscando, reconsidere se a mudança de carreira é a melhor solução. Será que trabalhar em uma empresa ou área diferente, com valores diferentes, melhoraria a sua vida profissional? Se você gosta da empresa, mas não do seu trabalho, será que é possível mudar para um outro departamento? Há projetos em que pode se envolver para obter uma noção de quais outros cargos gostaria de ter?

Se ainda estiver convencido de que a carreira é o problema, comece a pensar em uma estratégia de saída. Considere os caminhos alternativos e como explorá-los. Converse com outras pessoas, em funções diferentes, ofereça-se como voluntário ou faça um curso. É possível trabalhar meio período no cargo atual ou na nova área? É possível tentar um trabalho "freelance"?

Tentar uma mudança de carreira não é tão ruim assim. Hoje em dia, é bastante comum. Após os 30, normalmente se tem uma visão mais clara sobre o que deseja. Isso pode ajudar você a tomar decisões bem embasadas sobre a sua próxima carreira, a qual não foi possível seguir quando tinha uns 20 anos.
 

Aproveite. Tente pensar nas possibilidades para os próximos 10 anos. Você pode estar pronto para a mudança!