Engage - [em breve no Brasil]

HPTIEngage Education

O Thomas Engage permite que você estabeleça níveis de comprometimento dentro da organização e determine as medidas ideais para fazer as melhorias necessárias.

ResumoA ciência

Análise: comprometimento no trabalho
Tipo: questionário
Duração: 5 minutos

O Thomas Engage é uma pesquisa online que analisa o comprometimento na empresa e ajuda você a potencializar os benefícios de uma força de trabalho verdadeiramente engajada. A abordagem prática e conclusiva estimula o pensamento e o debate crítico necessários para um envolvimento ativo de longo prazo e, consequentemente, traz benefícios em potencial, tais como, alta produtividade, comprometimento aprimorado dos funcionários, melhor bem-estar e aumento de receita e lucros.

O Thomas Engage mede o comprometimento no trabalho: como os funcionários se sentem em relação ao trabalho que fazem, às pessoas com quem trabalham e à empresa para a qual prestam serviços. Ele identifica áreas de resistência e vulnerabilidade em equipes, departamentos ou regiões; se participam ativamente ou têm dificuldades e necessitam de suporte. A avaliação compara organizações e sugere medidas a serem implementadas para mudanças sustentáveis e desenvolvimento.

O Engage foi elaborado por Mark Slaski, após cinco anos de pesquisa acadêmica extensa sobre comprometimento no trabalho. Foi construído a partir de teorias científicas sólidas sobre psicologia de grupos. O Engage mede os sete fatores básicos que impulsionam o comprometimento:

  1. Voz
  2. Companheirismo
  3. Desafio
  4. Liberdade
  5. Clareza
  6. Reconhecimento
  7. Crescimento

Engage-example.jpgA pesquisa, feita com mais de 150 grupos organizacionais, mostra que as empresas cujas pontuações são altas em termos de comprometimento, também pontuam significativamente mais em bem-estar, envolvimento ativo e performance.

O Thomas Engage possibilita que sua empresa passe por um "check-up" e oferece um mapa 3D sobre o comprometimento dentro da organização. É fácil de usar e acarreta reestruturações rápidas para obter resultados. Melhor ainda, fornece informações importantíssimas que fazem com que equipes de gestão tragam mudanças sustentáveis e eficientes.

Use o Thomas Engage para identificar:

  • Áreas de resistência e vulnerabilidade
  • Níveis comparativos de envolvimento de grupos/segmentos dentro da organização
  • Um benchmark da empresa com relação a outras organizações do mercado
  • O grau de bem-estar da empresa
  • Estilos de gestão operando dentro da empresa
  • Mudanças sustentáveis e eficientes para melhor desempenho nos negócios

Deseja ver isso na prática? Veja o depoimento da Buckinghamshire Business First.

Autor: Mark Slaski

Ano de criação: 2009

Histórico e teoria:

O Thomas Engage (originalmente Questionário de Comprometimento no Trabalho) foi desenvolvido por Mark Slaski, na University of Hertfordshire, em 2009. Slaski fundou a pesquisa e o desenvolvimento de acordo com a teoria psicossocial de comprometimento no trabalho – comprometimento é uma experiência positiva, resultante dos relacionamentos que possui, a função que exerce e as premiações que ganha no local de trabalho.

O Thomas Engage foi desenvolvido por meio de métodos qualitativos e quantitativos. Primeiramente, criaram-se grupos focais de organizações públicas e privadas, considerando os aspectos positivos e negativos no trabalho. A análise qualitativa desses grupos foi a base para a elaboração de um quesitonário com 28 ítens.

Análises de fatores estatísticos foram geradas, para identificar as sete áreas básicas de comprometimento a serem avaliadas pelo quesitonário: Voz, Companheirismo, Desafio, Liberdade, Reconhecimento e Crescimento.

Esse modelo de sete fatores é um valor prático excelente para psicólogos ocupacionais e empresas que desejam maximizar resultados positivos, já que identifica os pontos fortes e vulneráveis da organização, em diferentes níveis, tais como, na equipe, no departamento ou na região. Ele serve de base para a criação de intervenções específicas e objetivas, com o propósito de aumentar o comprometimento, bem-estar e desempenho.

Formato:

O questionário do Thomas Engage é formado por 28 declarações. O candidato deve indicar a frequência da experiência em uma escala de 1 a 7 (1, sendo "nunca" e 7 "sempre"). Os 28 ítens são acompanhados por duas questões pré-selecionadas, com respostas de texto livre. Os indivíduos deverão confirmar diversos fatores demográficos ao final do questionário.

Credibilidade e validação:

O primeiro questionário de 28 ítens que constitui o Thomas Engage foi guiado por mais de 2.500 indivíduos, que proveram dados para as análises quantitativas. Uma grande variedade de estratégias de amostragem foi aplicada, inclusive por conveniência e conglomerados. A amostra totalizou 65% homens e 34% mulheres, entre 17 e  67 anos.

A análise psicométrica de todos esses dados revelou um alto grau de coerência de WEQ28 (alfa de Cronbach = .96) e muito boa validade de conceito, confirmando a unidimensionalidade da escala. A equação estrutural (SEM) sugeriu validade alta do modelo final, com cada resultado variável explicando a quantia de variedade do comprometimento. Os dados do conteúdo da análise das duas questões abertas entrecruzou-se aos resultados.

Quer ver isso na prática? Veja o depoimento da Buckinghamshire Business First