Lógica

AptidãoNumérico

Avaliações sobre raciocínio lógico são usados para medir a capacidade de um indivíduo para raciocinar de uma maneira lógica e estruturada. Normalmente, são usados por empregadores para avaliar como o candidato lidar com tarefas específicas ou com problemas relativos ao cargo.

Uma avaliação de lógica tem por objetivo medir sua capacidade para aplica métodos de raciocínio lógico, ao se confrontar com tarefas de solução de problemas. Essas tarefas podem ser verbais, numéricas ou ilustrativas. O General Intelligence Assessment (GIA) da Thomas avalia a habilidade para aplicar o raciocínio em cinco áreas: Lógica, Velocidade de Percepção, Cálculo e precisão, Significado de palavras e Visualização espacial.

O que é lógica?

A palavra vem do grego "logos", o que, de acordo com traduções variáveis, significa "razão" ou "pensamento". Essencialmente, é o estudo do raciocínio ou de uma série de princípios gerais para distinguir conclusões sensatas (ou "verdades") das falsas.

O filósofo Aristóteles dizia que lógica nos permite aprender o que não sabemos e as conclusões dela são inevitáveis.

Lógica não está relacionada a processos psicológicos ligados a pensamento, emoções e imagens. Ela lida asserções (ou afirmações), em vez de questões ou frases expressas como desejos, as quais podem ser verdadeiras ou falsas.

Lógica possui três aspectos importantes:

  • Coerência – uma coisa não contradiz a outra
  • Sensatez – não é possível obter uma inferência falsa a partir de uma premissa verdadeira
  • Completude – não há declarações verdadeiras que não podem ser comprovadas pelo processo

Aqui há um exemplo simples:

Thomas é líder. E líderes estão no comando. A Thomas é líder, portanto, está no comando.

Como completar uma avaliação de lógica

Avaliações de lógica normalmente analisam capacidade, usando informações propostas em sequência. O candidato deve identificar regras e padrões implícitos em uma sequência, para determinar o que vem a seguir.

O ato de completar uma avaliação de lógica corretamente é bastante influenciado pela habilidade de ler e pensar sobre o que está sendo explicado; determinar qual é o tema; perguntar-se sobre a declaração, o diagrama ou a sequência; e ser capaz de parafrasear os elementos mais complexos.

Avaliações de raciocínio lógico são normalmente cronometrados e, geralmente, as questões mais fáceis são encontradas no início do teste. É preciso lembrar, também, que só existe uma resposta correta. Essas avaliações podem ser usadas num processo de recrutamento, para prever o desempenho no trabalho. Também podem ser numéricas (base em números), verbais (base em palavras) ou diagramáticas (base em figuras).